Mariana recebe mais uma edição do Seresta & Serenata – Popular e Imperial

por Rodolpho Bohrer
Publicado: Atualizado:

Neste sábado (24), Mariana receberá mais uma Edição do Projeto “Seresta & Serenata – Popular e Imperial”! Com mais uma noite de música, o evento inclui cortejos pela cidade e apresentações na Praça da Sé. Dessa vez, o público será presenteado com bandas regionais e atrações convidadas. A programação começa com cortejos pelas ruas históricas do município, com a Sociedade Musical 16 de Julho e com a Sociedade Musical São Caetano. Logo após acontece a apresentação do Coral Canto do Amor e da Orquestra de Choro da UFMG, às 20h, na Praça da Sé. Prestigie!

Mariana recebe mais uma edição do Seresta & Serenata - Popular e Imperial
Crédito: divulgação/prefeitura de Mariana

SOCIEDADE MUSICAL 16 DE JULHO

Sociedade Musical 16 de Julho, fundada em 16 de Julho de 2002, dia do aniversário da cidade Mariana, dia também dedicado a Nossa Senhora do Carmo. Hoje é a Banda mais nova da cidade, porém sendo respeitada e admirada como todas as outras, nas quais procura se espelhar e ter como exemplo. A Sociedade teve como principal motivo de seu surgimento a necessidade de atender as demandas festivas do seu bairro sede, Bairro São Sebastião, conhecido como Colina. Logo de início viu-se a necessidade da formação de músicos, onde com apoio de professores voluntários criou-se uma escola de aprendizado musical, a qual gerou frutos e hoje a maioria de seus músicos são jovens e adolescentes da própria comunidade.

SOCIEDADE MUSICAL SÃO CAETANO

A Sociedade Musical São Caetano é uma banda de música civil monsenhor-hortense com data de fundação de 07 de abril de 1836. Em seus quase dois séculos de atividade ininterrupta, a “Baronesa”, como é carinhosamente conhecida, a Banda São Caetano, promove ensino gradativo e gratuito de música, contribuindo social e culturalmente para o toda a região, além de abrilhantar festividades e solenidades pelas montanhas e vales do Brasil afora. Em virtude de sua rica história, a Banda São Caetano é reconhecida como patrimônio imaterial do estado de Minas Gerais!

CORAL CANTO DO AMOR

“Canto de Amor” é um grupo mineiro, cuja experiência – baseada em canto-coral – atua há mais de 20 anos, dentro de Minas Gerais, com o propósito de valorizar a memória e retratar a identidade musical brasileira através da criatividade musical autêntica. Num estilo exemplar, integra-se a área musical com clássicas e populares composições, que formatam magníficas e inesquecíveis apresentações. Apresentações estas, que evidenciam as singularidades musicais, poéticas e diversificadas, mesclando sons de compositores brasileiros, por meio da música popular brasileira. É um diferencial em meio às atividades culturais contemporâneas, pois, do ponto de vista de sua qualidade e finalidade específica, incorpora e transmite as verdadeiras expressões da antiga-nova atuante música brasileira.

ORQUESTRA DE CHORO DA UFMG

A ideia da formação da Orquestra de Choro da UFMG nasceu da disciplina “Práticas Interpretativas do Choro”, disciplina realizada desde 2005, e que atualmente tem dois módulos. A Orquestra se baseia, em sua maioria, em arranjos escritos por Alfredo da Rocha Viana Filho (Pixinguinha), o maior compositor da história do gênero Choro. Estes arranjos foram escritos por Pixinguinha durante sua passagem como orquestrador para grupos de rádios, pequenas orquestras de dança e carnaval. Além disso, o grupo também trabalha com orquestrações de músicos convidados, alunos de composição, regência. O grupo conta atualmente com alunos do bacharelado em instrumento, licenciatura, música popular, musicoterapia e externos.